COMERCIANTES PEDEM MELHORIAS NA PRAÇA MANOEL NOVAES

A Praça Deputado Manoel Novaes, inaugurada em 1984, pelo governador João Durval ainda é um cartão postal de Guanambi e ponto de encontro de muitos estudantes.

Jairo Magalhães anuncia diversas obras em Mutans, instala subprefeitura e inicia “Projeto Prefeitura Itinerante”

A manhã deste sábado (16), com grande presença popular, a população do distrito de Mutans recebeu diversos benefícios e ações, onde o prefeito Jairo Magalhães anunciou diversas obras para a localidade, e ainda assinou ordem de serviço para o início da pavimentação de 7 ruas, e a construção de uma quadra poliesportiva, cujo projeto, a prefeitura irá ampliar e realizar a cobertura, construir vestiários e transformar em um miniginásio.

PSB DEFENDE REELEIÇÃO DE LÍDICE PARA O SENADO

Cerca de 400 pessoas lotaram a sede do Partido Socialista Brasileiro (PSB), neste domingo (17), para participar do Congresso Estadual. Prefeitos da legenda e mais de 150 vereadores estiveram representados no ato político, que contou ainda com presença do governador Rui Costa e de seu vice, João Leão, além do secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Vivaldo Mendonça.

GUANAMBI: CLIENTE DO BANCO DO BRASIL DIVULGA VÍDEO MOSTRANDO O DESCASO DA INSTITUIÇÃO COM A POPULAÇÃO

Um vídeo gravado por um cliente do Banco do Brasil mostra o descaso e a falta de respeito da instituição Bancária com o cidadão Guanambiense. O vídeo mostra apenas duas funcionárias para atender uma imensa quantidade de clientes em plena Segunda-feira, dia com maior movimentação de clientes.

SESSÃO ITINERANTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUANAMBI NO DISTRITO DE CERAÍMA

Ontem (10), no Distrito de Ceraíma, aconteceu a sessão itinerante da Câmara de Vereadores de Guanambi com o objetivo de ouvir as demandas da comunidade do Núcleo, Vila, Beira da Barragem, Olho D'Água, Baú e da zona rural. o.

19 de set de 2017

CÂMARA DE GUANAMBI IRÁ DISCUTIR BARRAGEM DA BAMIN



A Câmara de Guanambi irá buscar esclarecimentos junto ao Ministério Público com relação a Barragem de rejeitos da Bahia Mineração. A informação foi dada pelo Presidente da casa, Dr. Agostinho Lira na sessão Ordinária desta segunda feira, dia 18.

A Câmara de Guanambi irá buscar esclarecimentos junto ao Ministério Público com relação a Barragem de rejeitos da Bahia Mineração. A informação foi dada pelo Presidente da casa, Dr. Agostinho Lira na sessão Ordinária desta segunda feira, dia 18. De acordo com o Presidente ele irá solicitar uma audiência junto a Promotoria do meio Ambiente já que há notícias de que a Promotoria Estadual articulou uma ação relacionada ao assunto.
Na próxima segunda feira, dia 25, a Câmara Itinerante se reúne no distrito de Mutans.
Na ordem do dia, foram aprovadas indicações dos Vereadores solicitando melhorias para a comunidade.

 

Lula e o efeito saturação


ALDO FORNAZIERI
Cientista político e professor da Fundação Escola de Sociologia e Política
247 BRASIL


"Fim do jogo", "bala de prata", "fim da linha para Lula". Estas foram algumas das definições expedidas por analistas e comentaristas políticos acerca do depoimento de Palocci, imputando acusações genéricas contra Lula. As evidências empíricas e as pesquisas de opinião, contudo, indicam que o que chegou ao fim da linha são os efeitos da guerra de desgaste que vem sendo travada contra o ex-presidente desde o início da atual crise política. Os que não se deram conta deste fato são, João Dória, alguns comentaristas que se consideram vacas sagradas do jornalismo político e os fascistóides empedernidos que vêem em Lula a encarnação do demônio.
A destruição da figura política e histórica de Lula era um dos objetivos iniciais da Lava Jato, particularmente dos procuradores de Curitiba e do juiz Moro, mas também dos políticos que se agregaram no golpe e de boa parte do jornalismo político. Com o estilhaçamento do bloco golpista, com a percepção de que o governo Temer é uma quadrilha e com o envolvimento crescente de políticos governistas nas denúncias de corrupção, a frente ampla de ataque a Lula se reduziu.
A estratégia adotada pelos inimigos de Lula foi a de um fogo de barragem, uma guerra de saturação prolongada e concentrada na figura dele, depois de derrubada a Dilma. Este fogo consistiu no uso de todas as armas lícitas e ilícitas, em todas as frentes - estatais e não estatais, públicas e privadas. Lula foi apresentado desde o início como o grande chefe, o "general da propinocracia", nas palavras do Dallagnol.
Mas a guerra de saturação produziu uma contra-face, inesperada pelos seus operadores: a saturação da opinião pública. As acusações e delações contra Lula são tantas que poucos sabem acerca do que ele está sendo acusado.  Acusações e delações contra ele esgotaram a capacidade de provocar abalos emocionais, na medida em que houve uma saciedade de emoções. Diga-se agora o que se disser a respeito de Lula, se não vier acompanhado com malas de dinheiro, com contas recheadas por milhões de reais, não produzirá mais nenhum efeito significativo, pois se produziu um estado psicológico nas pessoas que chegou ao limite a respeito do assunto. As pessoas estão saciadas de denúncias contra o ex-presidente. O que vier agora tende a ser rejeitado, provocando fastio, cansaço, aborrecimento, tédio e recusa.
Ao esgotar a sua potência emocional, as novas denúncias, pelo contrário geram incômodo e indiferença. As pessoas comuns raciocinam e chegam às suas conclusões usando o método comparativo. Com isto, percebem três coisas:  1) Lula é acusado de ser dono de um triplex, de um sítio, de um terreno para o Instituto e de um apartamento em São Bernardo do Campo que, comprovadamente, não são seus e que o MP e Moro não conseguem provar a propriedade do ex-presidente; 2) em contraste com a imaterialidade das acusações contra Lula, há a materialidade de 51 milhões no apartamento do Geddel, a mala de dinheiro de Temer e Rocha Loures, os dois milhões de Aécio Neves e várias contas, jóias e dinheiro de outros acusados; 3) há uma crença generalizada de que nada será feito contra Temer e contra Aécio Neves.
A interligação de todos esses pontos na mente das pessoas comuns reforça a crença de que se Lula cometeu pecados, estes são menores do que aqueles dos seus inimigo e de que há uma ação persecutória contra ele por parte do Ministério Público e do juiz Moro. Há que se considerar também que boa parte daqueles que lutaram pelo afastamento de Dilma e pela condenação de Lula estão estupefatos com os crimes revelados, praticados por políticos do atual condomínio de poder.
As políticas anti-sociais, anti-culturais, anti-ambientais e anti-civilizacionais praticadas pelos governistas revoltaram muitos dos seus apoiadores iniciais. O entorno fascista do governo e dos políticos que o compõem, que cresce em número e ousadia, vem colocando muitas pessoas em estado de alerta e revendo positivamente os seus posicionamentos em relação a Lula, ao PT e às esquerdas. Por outro lado, há uma clara decomposição do centro político com a crise e cisão do PSDB. Com isso, o movimento da política se desloca para uma polarização crescente, tendo Lula de um lado, e as duas faces fascistóides do outro: Bolsonaro e Dória.
Lula ou guerra?
O ex-ministro Gilberto Carvalho vaticinou que se Lula não for candidato em 2018 "vai ter guerra.  Uma guerra que não será feita por nós. Será feita por estes tantos que demonstraram agora, na caravana, o amor e a esperança que eles têm no Lula e por esta gente que estava aqui hoje e os tantos milhões de brasileiros que nós vamos abraçar em outras caravanas futuras". Seja qual for o significado da palavra "guerra", aqui, este é um problema, um equívoco, que as esquerdas vêm repetindo desde 1964.
Naquele ano, Jango teria movimentos sociais que o sustentariam e até mesmo uma base militar nas Forças Armadas para enfrentar os golpistas. O golpe foi sacramentado sem que ocorressem reações significativa. Com  Dilma, ocorreu a mesma coisa: existiria um exército do Stédile, e o presidente da CUT anunciou que reagiria ao golpe nas trincheiras, com armas na mão. No dia 17 de abril, os militantes e ativistas se retiraram do Vale do Anhangabaú e de outros locais, cabisbaixos e desmoralizados, sem exército e sem trincheiras.
Acreditar que o povo das caravanas fará "guerra", espontaneamente, pela sua própria iniciativa, significando esta, provavelmente, luta, manifestações, mobilizações, significa acreditar numa ilusão. O povo das caravanas só se mobilizará se tiver comando e direção e se este comando tiver uma estratégia definida. Não é isto o que se vê no PT. Mantidas as atuais condições, se Lula for condenado, com a subtração do direito de concorrer, haverá uma manifestação aqui, outra acolá, uma retórica contundente da direção petista e nada mais. Para haver lula, mobilizações, desobediência civil, é preciso que isto tudo seja construído e organizado. Acreditar na benevolência ou no temor dos juízes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região é um ato de extrema ingenuidade.
A estratégia das caravanas é correta e necessária. Lula saiu da condição de ser um alvo fixo e passivo do juiz Moro e da Lava Jato. Saiu da defensividade para travar uma guerra mental, na fluidez de um terreno em que ele tem o domínio e que os seus inimigos não o conhecem e onde não sabem se mover. Trata-se agora de travar essa guerra conceitual e simbólica que Lula sabe travar, de confundir os juízes e de jogar o seu julgamento para o povo.
Mas as caravanas não podem ser um mero passar de Lula pelas cidades, um ato, uma caminhada, que se esgotam em si mesmos. É preciso extrair saldos organizativos das mesmas e criar a consciência de que o que se decide, neste momento, no Brasil, é se Lula pode ou não pode concorrer. Os petistas e Lula indicarão as consequências e as providências a serem desencadeadas se houver uma interdição do direito de disputar as eleições? A direção do PT precisa responder essa questão.

DILMA LIDERA PESQUISA PARA O SENADO EM MINAS

Roberto Stuckert Filho/PR | Jefferson Rudy/Agência Senado

A presidente deposta Dilma Rousseff poderá dar a volta por cima nas eleições de 2018; isso porque ela lidera as pesquisas para o Senado em Minas Gerais e poderá bater, mais uma vez, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que, após ser derrotado por ela na disputa presidencial de 2014, se uniu ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para golpear a democracia brasileira; Dilma tem 12% das intenções espontâneas e aparece à frente de Aécio, com 10%, que ainda pode desabar com a divulgação de seus grampos com a JBS, em que ele fala em matar o primo Fred Pacheco, que recebeu malas de R$ 2 milhões; outro senador que concorreria com Dilma seria Zezé Perrela (SD-MG), também envolvido no escândalo JBS, uma vez que o dinheiro das malas foi encaminhado a uma das suas empresas. 247 BRASIL

PESQUISA CNT/MDA CONFIRMA A MORTE DO PSDB


A população brasileira não perdoa o PSDB por ter golpeado a democracia e por hoje dar apoio a Michel Temer, denunciado por corrupção, obstrução judicial e comando de organização criminosa; os três candidatos do partido hoje não teriam condições de chegar ao segundo turno; tanto Geraldo Alckmin, com 8,7%, como João Doria, com 9,4%, ficariam em quarto lugar, atrás de Lula, favorito absoluto, Jair Bolsonaro e Marina Silva; Aécio Neves, líder do golpe, cairia para a quinta posição, com apenas 3,2%; a pesquisa demonstra, portanto, que o único caminho para o PSDB se manter no poder é fora da democracia – o que representa uma ameaça permanente contra o Brasil. 247 BRASIL

PESQUISA CNT: LULA É FAVORITO E VENCE EM TODOS OS CENÁRIOS PARA 2018

RICARDO STUCKERT


Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte mostra o ex-presidente Lula como o favorito para a eleição presidencial de 2018; petista lidera em todos os cenários pesquisados; na espontânea, Lula tem praticamente o dobro das intenções do deputado Jair Bolsonaro, com 20,2% contra 10,9%; o prefeito João Doria tem apenas 2,4%; nas três situações simuladas de 1º turno, Lula tem 32% e vence todas, com Bolsonaro em segundo e Marina Silva na terceira colocação; nos cenários de 2º turno, Lula também não é ameaçado e derrota Bolsonaro, Aécio Neves, Geraldo Alckmin e Doria com folga. 247 BRASIL

GUANAMBI: ELEIÇÃO DA REITORIA DA UNEB




Nesta terça-feira, 19, a comunidade acadêmica da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) Campus Guanambi recebe a visita do candidato à vice reitor Joabson Lima Figueiredo.  O Professor Joabson concorre na chapa da Professora Carla Liane Nascimento Santos. As eleições acontecerá no dia 03 de outubro de 2017.

Vejam as três chapas que disputam a reitoria da Instituição: Chapa Professora Carla Liane Nascimento Santos, atual vice-reitora, tendo como candidato a vice o professor Joabson Lima Figueiredo; a chapa Valdélio Silva e Márcia Guena e a chapa do atual reitor José Bites de Carvalho e o candidato a vice-reitor Marcelo Ávila.


Hoje 19, às 18 horas,  acontece um debate entre os candidatos no campus da UNEB de Brumado que será transmitido por meio de videoconferência para todos os campi da instituição.


Chapa Valdélio Silva e Márcia Guena.

Chapa José Bites de Carvalho e Marcelo Ávila.

Leão: Energia eólica será maior que hidrelétrica na Bahia; Chesf ‘prejudica’ São Francisco

Terça, 19 de Setembro de 2017 - 00:00

BAHIA NOTÍCIAS

por Luana Ribeiro
Leão: Energia eólica será maior que hidrelétrica na Bahia; Chesf ‘prejudica’ São Francisco
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

A produção de energia eólica e solar na Bahia já é distribuída ao sistema de energia elétrica, mas, em tempos de estiagem, ainda tem um longo caminho a percorrer para, se necessário substituir a produção hidrelétrica. “Já é matriz. Nós vamos produzir mais energia eólica do que Sobradinho, do que todo sistema do São Francisco, o sistema Chesf, e mais energia solar do que todo sistema Chesf”, afirma o vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão. A previsão é de que a Bahia ultrapasse o Rio Grande do Norte na produção de energia eólica ainda neste ano, diz o titular da Seplan. “O sistema Chesf, inclusive, está prejudicando o São Francisco. Porque no Rio São Francisco, quando o lago está cheio, de Sobradinho, parou de chover. Mas ele continua soltando ali 1.200 metros cúbicos por segundo. Você podia diminuir um pouco aquilo para não chegar ao ponto que estamos chegando, Sobradinho ter só 6% de água. 6,4% hoje”, avalia. O vice-governador aponta que a companhia tinha que ser “mais responsável”. “Eles estão jogando 600 metros cúbicos por segundo. Soltava 1.200, agora estão soltando 600. Devia estar soltando hoje 300, para manter exclusivamente a navegabilidade do rio. Se a chuva demorar, como é que nós vamos ter água para soltar para frente?”, reclama. Questionado sobre o diálogo com o governo federal referente à questão de geração de energia no São Francisco, Leão classifica a relação como “difícil”. “Às vezes temos. Mas é cada sapato no seu pé. É difícil ter um diálogo dessa natureza, porque a Chesf é dona da verdade. Ela quer soltar porque ela precisa faturar”.  Além da produção de energia, ele cita também os projetos de irrigação. “As usinas de açúcar da Bahia só produzem 10% do seu álcool, 9,3% do seu açúcar”, cita, em menção à Agrovale, em Juazeiro. A ideia é replicar um modelo de irrigação usado pela empresa que amplia o resultado de uma média de 136 toneladas por hectare para 300 toneladas por hectare. “Uma usina em SP produz 83 toneladas de cana por hectare”. 

Palmas de Monte Alto/Aracatu/Riacho de Santana: PF deflagra duas operações simultâneas em três municípios baianos

Terça, 19 de Setembro de 2017 - 07:15

BAHIA NOTÍCIAS

PF deflagra duas operações simultâneas em três municípios baianos
Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

A Polícia Federal deflagrou duas operações simultâneas na manhã desta terça-feira (19), batizadas Chronos e Syagrus, que cumprem 8 medidas cautelares, dez mandados de condução coercitiva e 15 de busca e apreensão nas cidades baianas de Palmas de Monte Alto, Aracatu, Riacho de Santana e Botuporã. De acordo com a PF, as duas ações são resultado de inquéritos policiais da Delegacia da PF em Vitória da Conquista para apurar fraudes nos processos licitatórios e na execução de contratos de prestação de serviços de limpeza, asseio e conservação diária nas dependências de prédios dos municípios de Aracatu e de Palmas de Monte Alto, referente ao período entre os anos de 2014 e 2017. A apuração aponta que a mesma empresa, que venceu as licitações nos dois municípios, era de “fachada”, com parte dos empregados contratados sendo funcionários "fantasmas" ou prestando serviços em estabelecimentos já totalmente desativados, a exemplo de dezenas de escolas. Os valores recebidos pela empresa eram repassados a servidores municipais ligados ao ex-prefeito de Palmas de Monte Alto ou a familiares do atual prefeito de Aracatu – estes utilizavam apenas parte do dinheiro para remunerar pessoas da zona rural ou adolescentes para a execução do contrato, e o restante era apropriado indevidamente. Os atuais prefeito e secretário de Administração e Finanças de Aracatu e servidores públicos de Palmas de Monte Alto foram afastados. A investigação aponta também que entre abril de 2014 e maio de 2016, a prefeitura de Palmas de Monte Alto repassou à empresa, ao todo, R$ 652.297,20. Já a Prefeitura de Aracatu, a partir da celebração do contrato, em 2015, até hoje, repassou R$  4.064.217,25 – desse montante, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou o bloqueio de R$3.192.388,27. Os nomes das operações fazem menção aos nomes das cidades: Syagrus é referência à palmeira catolé, comum na época da fundação do município de Palmas de Monte Alto. Chronos é referência à Deusa do Tempo, já que a origem do nome Aracatu é “tempo bom, tempo firme”.


18 de set de 2017

PALESTRA SOBRE A PREVISÃO DE CHUVAS PARA GUANAMBI E REGIÃO EM 2017



A empresa Bahia Solo promoveu nesta segunda-feira, dia 18, uma concorrida palestra com Dr. Paulo Etchichury, especialista em clima e Diretor da Somar Meteorologia. O evento, realizado no plenário da Câmara de Vereadores contou com expressiva presença de produtores, empresários e populares.

O empresário Luiz Carlos Fernandes agradeceu ao Presidente da COOPAG - Júnior Primo pela parceria que viabilizou a vinda do especialista.

O Prefeito Jairo Magalhães enfatizou a importância do evento, destacando a importância da agricultura para nossa economia e que as informações valiosas de Dr. Paulo Etchichury sobre a previsão de chuvas  para 2017 é fundamental para o planejamento agrícola da região.

Demonstrando grande conhecimento sobre o tema, Paulo Etchichury, fez um detalhado relato sobre o cenário previsto, com dados, gráficos e informações climáticas do amplo cenário climatológico. 







Professor diz que Anísio Teixeira pode ter sido morto por torturadores

Agência Brasil

  • 11/03/2016 16h57
  • Salvador
Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil
 Joviniano Neto, João Rocha e Haroldo Lima
Esquerda para a direita: Joviniano Neto, João Rocha e Haroldo LimaSayonara Moreno / Agência Brasil 
O relatório que coloca em dúvida a versão inicial da morte do educador baiano Anísio Teixeira foi apresentado hoje (11), em Salvador, 45 anos depois que um laudo da polícia atestou que ele morreu em um acidente, no Rio, cidade onde morava. O relatório indica que Anísio Teixeira pode ter sido morto por torturadores.
Anísio Teixeira foi um escritor e educador brasileiro. Ao lado de Darcy Ribeiro, fundou a Universidade de Brasília (UnB), da qual foi reitor em 1963. No dia de sua morte, ele saiu da Fundação Getúlio Vargas, onde trabalhava, e foi andando até o prédio onde morava Aurélio Buarque de Hollanda, no Edifício Duque de Caxias, no bairro de Botafogo. Lá, conversariam sobre a candidatura de Teixeira para a Academia Brasileira de Letras.
Apesar de não ter sido visto no edifício, o corpo dele apareceu no fosso do elevador, dois dias depois do desaparecimento. As novas análises sustentam a suspeita de que Teixeira teria sido morto pela repressão militar, durante o governo do então presidente Emílio Médici. Anísio Teixeira teria sido levado para depor na Aeronáutica, com a promessa de que seria liberado depois.
Mas o escritor e professor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia João Augusto de Lima Rocha contesta a versão oficial. Ele obteve acesso ao laudo do Instituto Médico-Legal e às fotos do corpo de Anísio Teixeira. A partir daí, começou a estudar os documentos, as imagens e se baseou, também, em depoimentos de pessoas próximas ao educador.
Segundo o professor, a versão sustentada até agora era de que Anísio Teixeira morreu após cair no fosso de um elevador, no prédio onde morava o dicionarista Aurélio Buarque de Hollanda, em 1971.
Anísio Teixeira
Anísio Teixeira Imagem cedida pela Comissão Nacional da Verdade
“Ele não chegou à casa do Aurélio e, quando a família o procurou, os funcionários do condomínio disseram não ter visto Teixeira entrar no prédio. Mas quando foi no dia 13 de março, o corpo dele apareceu no fosso do elevador. Então, a suspeita começa daí, porque se ele não chegou à casa do Aurélio e o corpo aparece lá, dois dias depois, há suspeita”, diz o professor, que é também sobrinho-neto do educador.
João Rocha conta que trabalhou em cima de outra contradição, porque, segundo informações que chegaram a ele, Anísio Teixeira prestou depoimento em um quartel da Aeronáutica, no Rio, no dia 12 de março, um dia depois do desaparecimento dele.
“O que estou provando, agora, é que a versão da queda é falsa. O resto – quem matou, como e por que matou –, deixaremos para a comissão de mortos e desaparecidos, em um pedido formal para que investiguem”, completa Rocha.
As análises foram possíveis porque, segundo João Rocha, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) teve acesso ao laudo da perícia do cadáver de Anísio Teixeira, e às fotos tiradas depois que o corpo apareceu no fosso do elevador.
“A CNV me passou esses documentos, e pelas imagens fica claro que ele não caiu [do elevador]. A minha hipótese básica é de que ele morreu por tortura, e depois deram alguns golpes no cadáver, para simular a queda”, afirma o sobrinho-neto de Anísio.
Haroldo Lima, também sobrinho do intelectual nascido em Caetité, Bahia, disse que os próximos passos para as investigações serão muito importantes para os intelectuais do Brasil.
“Anísio foi um estadista da educação e fez muito pela ideia da educação pública, universal e gratuita. Era tido como comunista e dono de ideias perigosas. No final dos estudos, João demonstra que naquele elevador, Anísio não morreu. Gostaríamos que o Estado brasileiro se debruçasse sobre esse fato para apurar as verdadeiras causas da morte de Anísio Teixeira”, declara Lima.
Laudo médico
Laudo sobre a morte de Anísio Teixeira
Laudo sobre a morte de Anísio TeixeiraImagem cedida pela Comissão Nacional da Verdade
Segundo o laudo médico da perícia feita em 1971 e assinado pelo legista João Guilherme Figueiredo, foi possível afirmar que a versão sustentada pelo governo da época não é verdade, de acordo com os estudiosos.
As análises mostram que a posição do corpo, os ferimentos na cabeça e a disposição dos objetos pessoais de Anísio Teixeira não correspondem ao que seria uma queda. As imagens mostram que os óculos, por exemplo, têm uma das hastes dobradas e estão aparentemente intactos mesmo depois da suposta queda de quatro metros de altura. A hipótese é de que o corpo e os objetos teriam sido depositados no local, para simular um acidente.
“Hoje, comprova-se, documentalmente e fotograficamente, com laudos periciais, que não é verdade que Anísio Teixeira tenha caído no poço daquele elevador. Vamos pedir à Comissão de Mortos e Desaparecidos que inclua o nome de Anísio Teixeira na lista de mortos da ditadura militar e prossiga com as investigações”, disse o coordenador da Comissão Estadual da Verdade, na Bahia, Joviniano Neto.
 
Edição: Beto Coura

COM AUMENTO DE 30% NA PRODUÇÃO, BA É O 2° MAIOR GERAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA

BAHIA ECONÔMICA
18/09 - 18:13hs -

 
Dados consolidados do boletim InfoMercado mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE apontam que a produção de energia eólica em operação comercial no Sistema Interligado Nacional – SIN, entre janeiro e julho de 2017, foi 25,3% superior à geração no mesmo período do ano passado.
 
Por estado, o Rio Grande do Norte permanece como maior produtor de energia eólica do país com 1.227 MW médios em 2017, aumento de 25,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Em seguida, aparece a Bahia com 819 MW médios produzidos (+30%), o Rio Grande do Sul, que alcançou 565,6 MW médios (+16,3%) e o Ceará com 494 MW médios (+1,3%). 
 
As usinas da fonte produziram um total de 3.794 MW médios frente aos 3.029 MW médios gerados no mesmo período de 2016. A representatividade da fonte eólica em relação a toda energia gerada no período pelas usinas do Sistema alcançou 6,1% em 2017. A fonte hidráulica (incluindo as Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs) foi responsável por 75,6% do total e as usinas térmicas responderam por 18,3%.
 
Ao final de julho deste ano, a CCEE contabilizou 446 usinas eólicas em operação comercial no país, que somavam 11.313,5 MW de capacidade instalada, incremento de 19,7% frente à capacidade das 371 unidades geradoras existentes em julho de 2016. 

Bahia se prepara para abrigar toda a cadeia produtiva da energia solar


Em pleno funcionamento desde junho deste ano, quando entrou em operação, o maior parque solar fotovoltaico do Brasil, em Bom Jesus da Lapa, no oeste baiano, está também melhorando a economia da cidade, famosa pelo turismo religioso. O município está localizado em uma área com altos níveis de radiação solar e, de acordo com a Enel Green Power, subsidiária brasileira do grupo italiano Enel, que opera o parque, é capaz de gerar cerca de 340 gigawatts de energia por ano. A energia é suficiente para atender às necessidades anuais de consumo de energia de mais de 166 mil lares brasileiros.

Na avaliação do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner, o Governo do Estado vem trabalhando intensamente no sentido de atrair para o estado toda a cadeia produtiva do segmento solar. Uma das ações desenvolvidas pelo governo baiano para incentivar o crescimento do setor é a isenção de impostos e incentivos fiscais para empresas do segmento.

O objetivo, segundo Wagner, é promover o desenvolvimento de forma sustentável da região semiárida, onde a incidência solar é mais forte, e abrir novas oportunidades de emprego e renda. Nossas riquezas naturais – minérios, vento, o sol – estão gerando renda e empregos em toda a Bahia, transformando a realidade das regiões mais necessitadas. A fotovoltaica, que tem grande potencial de crescimento em nosso estado, além de baratear o custo da produção de energia, também ajuda a preservar o meio ambiente”, diz o secretário da SDE. Incentivar a produção do vidro e do silício na Bahia é fundamental para que toda a cadeia produtiva da energia solar esteja funcionando no estado.

PROFESSOR EUNADSON DONATO NOTIFICA REITOR BITES


O professor Eunadson Donato, do Curso de Direito da UNEB em Brumado, valendo-se de prerrogativa legal, notificou extrajudicialmente o Reitor José Bites de Carvalho, nesta manhã do dia 18 de setembro, pelo uso indevido na máquina administrativa em prol de sua campanha pela reeleição. 
O mau uso passou, há muito tempo, dos limites do tolerável nesse utilização abusiva dos combalidos cofres públicos em proveito pessoal. 
Como se não bastassem esses atos disfarçados de oficiais, Bites distorce a pouca adesão à sua campanha publicando fotos com os mesmos "papagaios de pirata" que aparecem em suas passagens pelos diversos campi e afirmando se tratar de apoios locais, como se ninguém conhecesse essas figurinhas carimbadas.
O professor Donato, a propósito, está reunindo elementos, oriundos ainda do Tribunal de Contas do Estado, para ingressar em breve com representação por improbidade, além de ação popular, com base nos arts. 10 e 11 da Lei 8.429/1992. 
Eis o teor literal da notificação extrajudicial feita a Bites:
"Magnífico Reitor,
Dirijo-me a Vossa Magnificência, com o escopo de fazer algumas observações, bem como de alertá-lo sobre algumas condutas que vêm sendo perpetradas no processo eleitoral para eleição de Reitor e Vice-Reitor da Universidade do Estado da Bahia, que podem inclusive, trazer consequências judiciais para sua pessoa e do seu candidato à Vice-Reitor.
Inaugurando a presente  recomendação, com caráter de notificação, na condição de cidadão, advogado e de ser unebiano desde os idos de 1992, e agora como  Professor desta Universidade,  exalto nesse instante os princípios reitores da Administração Pública, notadamente os da moralidade, legalidade e impessoalidade, haja vista que tenho constatado diversas condutas realizadas por sua campanha eleitoral, que trazem à baila verdadeira utilização da máquina pública em prol de sua candidatura e de seu Vice-Reitor, senão vejamos:
a)      Verifica-se que Vossa Magnificência vem participando de diversos eventos oficiais da UNEB, quer seja nas Unidades da Capital ou mesmo nos Campi do interior, o que normalmente seria vedado, e concomitantemente realiza efetiva campanha eleitoral;
b)      Há documentos que comprovam que um servidor da Assessoria de Comunicação Social teria sido utilizado em sua campanha para registros “oficiais”;
c)       Há documentos que comprovam que servidores ocupantes de cargos comissionados, estariam manejando efetiva campanha eleitoral em horário administrativo;
d)      Pelas publicações oficiais, constata-se que estão sendo liberadas “benesses oficiais”, tais como bolsas e congêneres, acima da normalidade, justamente nesse período de campanha eleitoral, o que transborda o princípio da “continuidade do serviço público”, pois que sua atuação deveria se pautar pela discrição apenas no firmamento de atos oficiais, por conta de sua candidatura à reeleição, porém, percebe-se claramente que como sua permanência encontra-se ameaçada, estaria a promover tais condutas deliberadamente.
Custa crer que em uma Universidade Pública, mantida com recursos públicos, inclusive de muitos que sequer poderão ingressar nela, por conta da flagrante desigualdade social em que se constitui o Brasil, práticas como as mencionadas estejam acontecendo, para não mencionar outras tantas, que podem trazer como consequência, conforme entendimento a ser adotado pelo Ministério Público, apurações quanto à prática de atos de improbidade administrativa, ou mesmo crimes contra a administração pública, e nessa perspectiva, bem como no intuito de ser pedagógico, é que exorto Vossa Magnificência a evitar aparições públicas e oficiais, bem como qualquer conduta que possa caracterizar utilização da máquina pública em favor de sua candidatura ao cargo de Reitor, ainda mais que a legislação eleitoral é muito lacunosa, e caso tais recomendações, por sua natureza pedagógica, não sejam atendidas, será objeto de representações por atos de improbidade administrativa, além de outras consequências judiciais pertinentes, pois que visa desde já prevenir responsabilidades.
Cordialmente,
Brumado, 18 de setembro de 2017.
Eunadson Donato"

COMISSÃO DA FIOL REALIZA AUDIÊNCIA PARA DEBATER MEMORANDO COM CHINESES

BAHIA ECONÔMICA
18/09 - 10:00hs -
 

Os membros da Comissão da Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto – antiga Fiol – e Porto Sul da Assembleia Legislativa da Bahia realizarão na próxima quarta-feira (20), às 10h45, uma audiência pública como o tema: “Novo projeto de desenvolvimento integrado da Fiol e Porto Sul: memorando 2017 com a China” para debater sobre o Memorando de Entendimento assinado recentemente pelo Governo do Estado com empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) para financiamento dos projetos. O evento contará com a presença do secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

O documento estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, cooperarão para o desenvolvimento totalmente integrado dos projetos. Ainda de acordo com o documento, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas: China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd.

Segundo a presidente da comissão, deputada Ivana Bastos, a audiência será um momento para esclarecer as dúvidas sobre datas, prazos e entraves já previstos no memorando. “O nosso objetivo é receber respostas mais concretas sobre o posicionamento do governo e das empresas chinesas para a execução das obras. Queremos a apresentação de um cronograma, destacando cada processo estabelecido no acordo. Além disso, já é sabido que o trabalho da comissão é fundamental para resolver problemas ao longo desse caminho, e estamos prontos para colaborar”, pontuou a parlamentar.

CONFIRMADO: GEDDEL VAI DELATAR. TEMER É ALVO


Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, com os R$ 51 milhões encontrados em seu bunker em Salvador (BA), o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito e articulador político de Michel Temer já decidiu delatar; pelo menos, essa é a convicção do Palácio do Planalto, onde se sabe que Temer é um dos alvos principais; por isso mesmo, Temer quer tentar liquidar a segunda denúncia de Rodrigo Janot, por obstrução judicial e organização criminosa, antes que Geddel, o "boca de jacaré", decida falar; uma das suspeitas é de que o dinheiro do bunker pagasse propinas a deputados da base de Temer, que apoiaram o golpe de 2016. 247 BRASIL

No Sudoeste Baiano: vaca dá à luz três bezerros em Poções; caso raro ocorre a cada 100 mil gestações

BLOG DO ANDERSON

Foto: Reprodução | G1
A uma situação rara, que ocorre a cada 100 mil gestações de bovinos, uma vaca deu à luz três bezerros em Poções, no Sudoeste Baiano. O caso ocorreu na Fazenda Boa Sorte, que conta com 13 vacas no rebanho. Entretanto, foi o animal que tem o nome de Jabuti que foi responsável pela gestação. Aos 66 anos, Ademário Pires, que há mais de 30 trabalha como vaqueiro, nunca viu uma situação semelhante. “A primeira vez eu vim ver foi essa semana agora que passou”. Essa é a segunda vez que a vaca Jabuti dá à luz. Na primeira gravidez, tudo ocorreu dentro da normalidade, com o nascimento de um bezerro. O veterinário Diego Alves explica o motivo pela qual a última gestação da vaca chama tanta a atenção.
“A cada 10 mil, você tem o parto gemelário de gêmeos e cada 100 mil você tem parto de trigêmeos ou quadrigêmeos, até porque 95% [dos nascimentos] em monta natural é só um bezerro por vaca”. Durante a gestação, ninguém percebeu que a vaca esperava três animais. Os bezerros nasceram grandes, com cerca de 25 quilos cada. “Nasceram bem grandes, bem fortes. Todos saudáveis e em ótimo estado clínico”, diz o veterinário. O dono da vaca, Mario Sérgio de Araújo, ficou com medo da rejeição de algum dos filhotes pela mãe. “E agora? Será que ela vai pegar os três bezerros? Para minha surpresa, ela pegou os três bezerros”. Jabuti é da raça Girolando, que é muito conhecida pela produção de leite. Só essa vaca, produz 12 litros de leite por dia.

COMERCIANTES PEDEM MELHORIAS NA PRAÇA MANOEL NOVAES


A Praça Deputado Manoel Novaes, inaugurada em 1984, pelo governador João Durval ainda é um cartão postal de Guanambi e ponto de encontro de muitos estudantes. Também suas quadras poliesportivas atraem diversos atletas dos mais variados esportes. Na praça também estão localizados vários tipos de comércios, além de diversos restaurantes que funcionam e agitam a vida noturna da cidade. Mas, alguns comerciantes na praça estão cobrando do poder público a realização de melhorias no local, a exemplo da instalação de banheiros públicos, mais espaço para estacionamento e melhorias na iluminação. Segundo o empresário Rafael Bezerra  “a praça é um cartão postal, mas precisa de uma revitalização, de uma nova roupagem, para atrair ainda mais negócios e clientes“.  A prefeitura de Guanambi afirmou através do Secretário de Administração, Walguimar Cotrim, que o prefeito Jairo Magalhães tem um novo projeto de urbanização para a Praça Manoel Novaes e outras áreas do centro da cidade.   Jorge Oliveira- Jornal Popular

Jairo Magalhães anuncia diversas obras em Mutans, instala subprefeitura e inicia “Projeto Prefeitura Itinerante”




A manhã deste sábado (16), com grande presença popular,  a população do distrito de Mutans recebeu diversos benefícios e ações, onde o prefeito Jairo Magalhães anunciou diversas obras para a localidade, e ainda assinou ordem de serviço para o início da pavimentação de 7 ruas, e a construção de uma quadra poliesportiva, cujo projeto, a prefeitura irá ampliar e realizar a cobertura, construir vestiários e transformar em um miniginásio.  

Mais de R$ 1 milhão em obras

Ao lado do vice-prefeito Hugo Costa, vereadores, secretários municipais,  ex-prefeito Charles Fernandes, presidente da Câmara de Vereadores, Agostinho Lira, que no ato representou a deputada Ivana Bastos, o prefeito anunciou mais de R$ 1 milhão em obras e ações.

O ato ocorreu durante o início do projeto “Prefeitura Itinerante”, onde diversos serviços serão oferecidos durante toda a semana. Todas as secretarias estarão com a sua estrutura disponível para atender os anseios da comunidade local. O prefeito inaugurou também, a “Subprefeitura Distrital”, local onde a população poderá levar pessoalmente as suas reivindicações e que também está instalado o gabinete do prefeito, que atenderá pessoalmente a população todo sábado.

“Deslocamos grande estrutura, diversas máquinas, e equipes das secretarias que estarão atendendo durante estes próximos setes dias, dentro do Projeto Prefeitura Itinerante, e inauguramos a subprefeitura, com a finalidade de aproximar mais ainda a nossa gestão do povo, assim faremos com os outros distritos”, disse Jairo no seu pronunciamento.

O prefeito anunciou ao todo 12 obras e ações, autorizou a elaboração do projeto técnico para a revitalização da Lagoa da Espera, com a finalidade de tornar o local um ponto turístico e de prática esportiva. Após anunciar o início das obras da quadra poliesportiva, o prefeito também assinou a ordem de serviço para a pavimentação de mais 7 ruas na localidade.

Jairo ainda autorizou a construção de 5 passagens molhadas em diversas comunidades rurais de Mutans, a requalificação da Praça da Catedral, revisão de toda iluminação pública das ruas e praças, com troca para lâmpadas mais potentes e braços dos postes de maior alcance, mutirão de limpeza urbana, conclusão da praça Zé Pereira, construção de ponto de ônibus no trevo e na comunidade Quilombola de Queimadas, recuperação da estrada vicinal que interliga o distrito à cidade de Candiba, limpeza de diversas aguadas e da Barragem do Turco.

Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Guanambi

RUI VOLTA A CRITICAR BANCO DO BRASIL POR NÃO LIBERAR EMPRÉSTIMO PARA BAHIA

BAHIA NOTÍCIAS
18/09 - 07:03hs -


O governador Rui Costa (PT) participou ontem do Congresso Estadual do PSB, realizado na sede do partido no Rio Vermelho. Durante o encontro, o petista saudou os aliados políticos, como a senadora Lídice da Matta (PSB-BA), e voltou a falar sobre a polêmica envolvendo a demora da liberação de R$ 600 milhões por parte do Banco do Brasil. Segundo Rui, a estatal se encontra "de joelhos" para o que chamou de "turma da mala".

"Quanto maior o investimento do estado, mais emprego. O inverso é verdadeiro. Se eles bloqueiam chegada de recursos, eles estão diminuindo o número de empregos. Quem está pagando o preço disso é o povo desempregado. Nada mais legítimo que o povo desempregado, que precisa sustentar suas famílias, ir cobrar dessa instituição que, eu confesso que não esperava, em pleno século XXI, que algumas práticas e alguns comportamentos voltassem para o Brasil", disse o governador.

"Essa prática do aparelhamento do estado brasileiro e das instituições por partidos políticos no formato que está é vergonhosa. O Banco do Brasil é uma instituição secular, que orgulha pela sua força e sua história o povo brasileiro. Fico triste em ver essa instituição de joelhos para a mesquinharia política que persegue, não só o governo do estado, mas todos aqueles que não são da turma da mala", afirmou.

Ainda sobre o tema, Rui falou sobre os relatos de prefeitos sobre a abordagem de membros do governo federal. "Acho vergonhoso isso, sei e acho que cada funcionário do Banco do Brasil deve estar sentindo vergonha desse comportamento do banco, assim como eu presencio o relato nas audiências que tenho tido com muitos prefeitos da Bahia vergonhosos que os prefeitos me fazem da abordagem de representantes do governo federal para liberar recursos para terminar as creches que foram iniciadas no governo Dilma", declarou.